quinta-feira, 3 de abril de 2014

Puta

Puta! Vestia a pele da vadia que se sentia nos recônditos espaços que sobravam do seu espírito, toldado na medida do impossível pela vontade cega de derramar o que lhe ia na alma e o que lhe consumia amiúde o corpo. Puta! Sentia-se a promíscua concretização do desejo, da vontade inacabável de se satisfazer no corpo alheio, de se encostar e roçar sem dó nem piedade nos membros erectos que se colocavam no caminho da sua boca. Puta! Entrava na personagem que sabia fazer parte do seu íntimo, da sua libido incontrolável, que soltava quando tirava a máscara ao mesmo tempo que despia a lingerie e se entregava aos mundanos prazeres da carne. Puta! Escorraçava a razão e o socialmente perfeito enquanto se desapossava das cuecas já molhadas do sabor do seu desejo, da expectativa de se ver possuída e enlouquecida pelo queimar do toque e do beijo, do lamber e da sofreguidão de uma penetração ritmada e forte, dotada do poder de a consumir sem a estragar. Puta! Queria mais, queria cegamente experimentar e provar todos os prazeres, todos os sabores, todas as sensações. Queria o derramar cristalino da viscosidade das suas entranhas, queria a sempre insaciável degustação, o sempre perene orgasmo, a repetição desmedida dos corpos sucedendo-se em investidas animais e desprovidas de ligação. Puta! Um estado de espírito consubstanciado no corpo latejante numa dor simultaneamente dolorosa e saborosa, numa vontade de sair e percorrer a avenida em busca de alimento, uma fome inesgotável de surripiar do corpo alheio a vida, a essência, a energia, o cabal satisfazer da vagabunda vontade em se vir, e vir e vir novamente.

Desafio - texto 11

9 comentários:

Casaert disse...

:D sem duvida um estado de espírito!

beijo

Imprópriaparaconsumo disse...

Nada como assumir a puta que existe em nós :)
Muito bom:)))
Beijos

Shiver disse...

Que bela Puta :)

(Ela) disse...

:)

Beijo d'(Ela)

Legionário disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Legionário disse...

Hoje em dia tem puta fazendo-se de santa, e santa fazendo-se de puta:)

Jorge disse...

Adoro mulheres bem putas!

Mustache disse...

Muito bom. Parabéns!

Beijo

Baby Suicida disse...

:) texto excelente, verdade!!!

muitas estrelas por aqui :)

Apertos da vossa baby!