terça-feira, 24 de dezembro de 2013

Depois da guerra

houvera alguns mortos e claro muitos feridos. Não muito diferente de outra guerra qualquer. Mas hoje era noite de véspera de natal.
Mais puta que ontem, estava emaranhada na matança do animal. O sangue escorria por uma racha fina da pedra centenária do balcão daquela cozinha. O peru dera trabalho de sobra, agora havia que o rechear. Seriam muitos à mesa, feitas as contas, todos os sem abrigo da avenida.
O corpo ressentia-se da venda da noite anterior, as pernas fracas, as ancas doridas e algumas nódoas negras nos braços da pressão exercida no climax de tantos os que passaram por ela.
Seria enfim, uma ceia de luxo, compensaria a guerra travada, o suporte de todas as bombas corporais.  
À mesa, respirava outro ar, sem ajuda de anjos celestiais para a manter crente. Sentia-se mulher, magma na sua generosidade. Afinal, era já natal.


" Ideal seria que todas as pessoas soubessem amar, o tanto que sabem fingir" - Bob Marley

22 comentários:

Shiver disse...

Lambe as feridas e tem um bom natal :)*

Estrela disse...

Guerras dessas, queria-as reais!
Porque o importante é sentirmo-nos mulheres, e a vida é feita das batalhas, das que se ganham e das que se perdem.
Afinal o Natal é tempo de partilha, não é?

Beijo *Estrela*do*

Leão da Estrela disse...

Laidinha,
E mesmo assim, teve Natal.
Apesar de que há quem o não mereça e o tenha lauto e faustoso...

Beijo!
Bom ano para ti!

Baby Suicida disse...

Shiver, à mesa estavam todos recuperados!

Aperto natalício

Baby Suicida disse...

ESTRELA, bem vinda a esta porta, entraste graciosa e linda, quem sabe em forma de estrela de natal.

Aperto natalício e até já.

Baby Suicida disse...

Leão da Estrela, para ti bom repasto, como sei que gostas :)

Aperto natalício.

Imprópriaparaconsumo disse...

São batalhas e lutas que deixam marcas, mas que fazem crescer.
Gostei muito do que aqui li.:))
Beijos

Baby Suicida disse...

Imprória, gosto sobretudo de guerras por causas nobres, travadas com convicção, dedicação e crença em algo que se batalha no bem.

Obrigada por fazeres parte desta "guerra"

Aperto

JLynce disse...

Adoro de batalhas assim, duras e prolongadas no tempo...

MS disse...

Como em quase todas, há muitas guerras que podiam ser evitadas…
O importante foi proporcionar a ceia de Natal a tantas almas necessitadas.

Baby Suicida disse...

JL coisas prolongadas no tempo não são bem a minha guerra. :)

aperto em ti

Baby Suicida disse...

Ora, ora mister MS, ei-lo, não o pensava tão cedo.
O peru estava bom, certo?
Mas hoje espero por um pizza, vale?

Aperto em sua excelência

MS disse...

Não? E eu a pensar que já estavas a ressacar com a falta dos cigarros…
Tb tens código VIP para a pizza? :)

Baby Suicida disse...

Claro que sim MS! Julgaste o único Vip dessa grande empresa de fast alimentar??? Até levo três e ainda me pagam uma!

MS disse...

Levas três e ainda te pagam? Caraças... És mesmo VIP! :)

Baby Suicida disse...

Ms é para que vejas o poder de sedução aqui da baby!

sim, sim!

MS disse...

Estou a ver que sim!
Vai na volta ainda és aquela do anúncio...

Baby Suicida disse...

Deixa-te disso, sou bem melhor!

MS disse...

Hei? Modesta a menina…
Nunca ouviste dizer "presunção e água benta, cada um toma a que quer"? lol :D

Baby Suicida disse...

Ms não sou dada a ditados populares.
Logo eu tomo e dou a tomar assim numa ligeireza para quem aguentar :P

I Duckman disse...

foda-se! granda texto! forte, poderoso!

Baby Suicida disse...

:) Obrigada Duck, ela te dias assim!

Aperto xxl